Marcela Brandão entra em cena com novo single: Eu Vim de Lá

Marcela Brandão entra em cena com novo single: Eu Vim de Lá

A cantora e compositora paulistana Marcela Brandão lança o single Eu Vim de Lá, que chega às plataformas de música no dia 1º de julho de 2022, pelo Selim de Música. A faixa é uma parceria de Marcela com o guitarrista Kinho Russo, que também assina o arranjo e divide a produção musical com o pianista Bruno Piazza.

Marcela Brandão conta que a letra de Eu Vim de Lá brotou em um momento de inspiração provocado pela audição do disco Onde?, de Fran e Chico Chico. “O disco provocou em mim uma inquietação criativa, mais especificamente a faixa “Arvore” (Edson Gomes), que me levou de volta ao ambiente rural, onde já morei e, inevitavelmente, é tema recorrente em minhas músicas”. Na letra, ela exalta a sensação de viver e sentir na pele as energias da terra e das ondas do mar, em um jogo metafórico sobre o prazer e a dor de viver.

A melodia segue no mesmo pulso com arranjo pop imagético. Marcela segue conjugando brasilidade no pop, no eletrônico e no regional. Eu Vim de lá é uma canção suingada, na qual elementos eletrônicos, guitarra e sons ancestrais – de instrumentos como berimbau, atabaque, congas e agogô – compõem um ritmo que reporta à brasilidade diversa.

A música será disponibilizada também em ‘versão’ áudio espacial (sistema Dolby Atmos, da Apple Music), que promove uma experiência imersiva com nitidez multidimensional, pela distribuição do som em 360º. O áudio espacial potencializa a percepção/audição de cada instrumento com perfeição, quando os sons parecem vir do espaço ao redor.

A letra  | Eu Vim de Lá

Eu vim do seio da Terra | A Terra que me fez | Terra que me refaz | Que reforma dentro e fora | Onde eu me desculpei |

Vim das águas quentes do Brasil  | Onde o pulso tá na pele | Que repele a casca da ferida  | Pra regenerar a cor |

E o vento, o vento, o vento | Balança entre ressaca e bonança | Roda o tempo em seu balé | Todos temos nossas marés |

Mas hay que endurecer | Mas hay que endurecer | Mas hay que endurecer | Mas hay que endurecer | E aterrar…

FICHA TÉCNICA – Música: Eu vim de lá. Composição: Marcela Brandão (letra) e Kinho Russo (melodia). Voz: Marcela Brandão. Arranjo: Kinho Russo. Produção musical: Kinho Russo e Bruno Piazza. Coprodução musical: Thiago Baggio. Músicos: Danilo Moura (talking drum, conga, atabaque, agogô, xequerê, shake, tamborim, berimbau, queixada e sementes), Bruno Piazaza (Rhodes e teclados) e Kinho Russo (violões e guitarra). Edição, afinação e mixagem stereo: Thiago Baggio. Masterização stereo: Carlos Freitas. Mixagem atmos: Zeca Leme. Masterização atmos: Carlos Freitas. Estúdios: Everest Studio (gravação – Thiago Baggio) e BTG Studio (mixagem atmos – Zeca Leme). Capa/arte: Jeff Penna. Fotos/divulgação: Guilherme Assano. Assessoria de imprensa: Eliane Verbena. Distribuição: Selim.

Marcela Brandão

A paulistana Marcela Brandão (30 anos) é cantora de personalidade e estilo próprio, também violonista e compositora alinhada com seu tempo. Estudou música por 10 anos no CLAM, escola do Zimbo Trio, e faz preparação vocal com Bruna Caram. A carreira profissional começou, em 2010, tocando na noite paulistana e no circuito das Fábricas de Cultura. Cinco anos depois, deu um tempo ao violão para se dedicar à vida acadêmica. Formou-se Gastronomia e Letras, além de estudar Musicoterapia. De um início de carreira afiado com a música popular brasileira mais tradicional, sua estética já envereda por sonoridades contemporâneas, onde a tradição ganha nuance pop e sons experimentais. “Música é sensibilidade, mas é preciso ir além das notas e dos versos para estabelecer um trabalho concreto que vai além do ato de compor e conhecer a trajetória da música brasileira”, diz.

Seu primeiro EP Retorno de Saturno, lançado em 2020, traz cinco composições, sendo três autorais – “Dimensões”, “Eu Não Sei Fazer Rock’n’roll” e “Filosofia de Botequim” – e duas releituras – “Baioque” (Chico Buarque), com arranjo que transita entre o baião e o rock, e “Cuitelinho” (do folclore mato-grossense adaptada por Paulo Vanzolini), que ganhou ares mais alegres. Em novembro de 2020, Marcela lançou o single Sobre Maria (parceria com Zé Tedesco), uma composição suingada, cheia de sonoras brasilidades e ancestralidades, que fala sobre a mulher brasileira com sua força e delicadeza, sua fé na transformação. Em maio de 2021, a música ganhou um videoclipe em animação (assinada por Ale Saraiva e Caroline Eri Hirose), no qual a personagem Maria caminha, desfila e dança interagindo com situações sugeridas pela letra carregada de simbolismos. Em junho, lançou o single Moxotó, produzido pela percussionista, compositora e cantora Lan Lanh, seguido por Menino Severino e Batedeira (esta, de Marcello Sonoro), ambos produzidos por Bruno Piazza, lançados em agosto e em outubro de 2021, respectivamente. Em abril de 2022, a faixa Tim Tim entrou nas plataformas e, após lançamento de Eu Vim de Lá, Marcela promete lançar outra música produzida por Lan Lanh.

Lançamento/single: Eu Vim de Lá

Intérprete: Marcela Brandão

Nas plataformas de música: 1º de julho/2022

Selo/distribuição: Selim de Música – @selimdemusica

Pre-save: https://ada.lnk.to/euvimdela

Ouça Marcela Brandão: https://open.spotify.com/artist/4YihvchpM0vU5a2ZoTdyak

Facebook: @eumarcelabrandao | Instagram: @marcelabrandaoo | Youtube/mamabrandao

Contato/artista: SAGITTA Produções

(11) 99975-0680 | sagittaproducoes@terra.com.br

Informações à imprensa: VERBENA Assessoria

Eliane Verbena

 (11) 99373-0181 | verbena@verbena.com.br