Conheça Roberta Camargo e suas várias formas de descomplicar a notícia para o público jovem

Conheça Roberta Camargo e suas várias formas de descomplicar a notícia para o público jovem

Apaixonada pela comunicação, a jornalista protagoniza projetos que esclarecem temas complexos tornando a notícia mais acessível para os jovens. Sua última estreia foi com “Você não pode sextar sem saber!”, uma série do Canal Reload que agora conta com uma parceria com a Catraca Livre.  

Jornalista Roberta Camargo usa a paixão pela comunicação como ferramenta de transformação social

Mulher preta e periférica de 25 anos, Roberta Camargo (@robertacmrg) é uma comunicadora apaixonada por histórias e pela criação de pontes através do diálogo.

Nasceu e cresceu na região da Brasilândia, periferia da Zona Norte de São Paulo, e aos 15 anos, depois de fazer parte de um projeto de jornalismo comunitário, descobriu sua grande afinidade pela comunicação.

Formou-se em Jornalismo em 2018, através de uma bolsa integral fornecida pelo Prouni e, desde então, passou por redações de TV, como Canal Rural e Band, e de conteúdos para portais, como Alma Preta e Yahoo

E foi exatamente observando as ausências de certas temáticas no trabalho na grande mídia tradicional, que surgiu o desejo de falar de assuntos como política e economia, para pessoas que não necessariamente tinham acesso e interesse sobre isso. 

Nascia assim, em 2020, o Simplão, um projeto de jornalismo independente que tem como objetivo informar as pessoas de uma forma leve, simples e didática.

“Acredito na comunicação e na educação como ferramentas de transformação social. Na internet, criei uma comunidade que troca comigo sobre temas duros, como política e economia, mas também abraça diálogos sinceros sobre saúde mental, autoestima, bem-estar e pautas raciais”, comenta Roberta

A partir dessa experiência com o Simplão, a jornalista foi convidada para integrar o time de apresentadores do Canal Reload (@canalreload), onde atualmente se conecta com 50 mil seguidores de todo Brasil, por meio das redes sociais do projeto no Instagram, Twitter, TikTok e Youtube. 

Um projeto que transforma notícias em conteúdos de diferentes formatos, como histórias em quadrinhos, músicas e poesias, buscando tornar a informação mais acessível e atrativa ao público jovem, além de dar dicas para identificar as tão faladas fake news, evitando a disseminação de informações falsas.

No Reload, ela acaba de estrear uma nova série chamada Você não pode sextar sem saber!” (www.instagram.com/p/CgDBbT_FFLJ ) onde faz um apanhado, enquanto se arruma para “sextar”, dos principais fatos da semana para descomplicar temas atuais e urgentes, inspirando o público jovem a começar o fim de semana com informação de qualidade. Tudo isso em menos de 1 minuto e meio. 

O projeto Você não pode sextar sem saber!” recentemente firmou uma parceria com o portal Catraca Livre, e trará também dicas culturais como lançamento de músicas, de livros, podcasts, entre outras. 

No Canal Reload, Roberta também protagonizou conteúdos que fortalecem a luta antirracista, como no vídeo em que explica sobre a importância político-social do black power e por quê o ataque aos cabelos afros vão além de uma questão estética (www.youtube.com/watch?v=qRoHuK1zwUc). 

Trouxe a tona a luta dos povos Kalunga, titulados pela ONU como protetores do Cerrado brasileiro, que sofrem em razão da grilagem, secas intensas e projetos duvidosos (www.youtube.com/watch?v=wQ0D0L8GkfM&t=37s). E ainda sobre a luta pela terra, esclareceu detalhes sobre o tema da reforma agrária no Brasil (www.youtube.com/watch?v=PBvBn9JxaxI). 

Descomplicou o que é “genocídio” (www.youtube.com/watch?v=z_rOrHpgP1Q) e em parceria com o @Projeto #Colabora, inspirou a leitura de seis grandes nomes da filosofia brasileira, valorizando o protagonismo feminino (www.youtube.com/watch?v=rVmoGLDwMiw&t=95s).

Sobre o Canal Reload

O Canal Reload é um projeto voltado para jovens que abusa da criatividade para descomplicar temas complexos, como a educação e o combate à evasão escolar, as pautas LGBTQIA+, violência de gênero, racismo, preservação do meio ambiente, a resistência dos povos originários do Brasil, entre outros. 

Os conteúdos são produzidos a partir de reportagens de 10 organizações: Agência Lupa, Agência Pública, Amazônia Real, Congresso em Foco, Énois, Marco Zero Conteúdo, O Eco, Ponte Jornalismo, Projeto #Colabora e Repórter Brasil. Juntas, elas têm mais de 100 prêmios nacionais e internacionais (Prêmio Gabriel García Márquez, Prêmio Rei da Espanha e Leão de Bronze do Festival de Cannes). 

O projeto foi uma das iniciativas ganhadoras do Google News Innovation Challenge em 2019, projeto do Google News Initiative, e contou também com apoio da Fundação Ford no Brasil. Em 2022, o projeto foi selecionado para o YouTube’s Sustainability Lab, que tem o objetivo de apoiar organizações de notícias a desenvolverem modelos de negócios sustentáveis em vídeo na plataforma.

Mais informações em @canalreload no Instagram, TikTok, Twitter e Youtube.

SERVIÇO: Confira o trabalho de Roberta Camargo no Canal Reload 

Você não pode sextar sem saber!”: www.instagram.com/p/CeW58qkFsV1 , www.instagram.com/p/CfwQb4Il0e0, www.instagram.com/p/CgDBbT_FFLJ, www.instagram.com/p/CfeN9m-lr8y, www.instagram.com/p/CfMZc2HlM1Z

“Quilombo Kalunga Resiste”: https://www.youtube.com/watch?v=wQ0D0L8GkfM&t=37s

“6 filósofas brasileiras para nunca esquecer!” https://www.youtube.com/watch?v=rVmoGLDwMiw&t=95s

É possível ter reforma agrária no Brasil?https://www.youtube.com/watch?v=PBvBn9JxaxI
“Black Power: Muito mais que estética” https://www.youtube.com/watch?v=qRoHuK1zwUc
O que é genocídio?https://www.youtube.com/watch?v=z_rOrHpgP1Q

Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini – luciana.gandelini@gmail.com – (11) 99568-8773