Milton Bigucci é homenageado no Clube Atlético Ypiranga

Homenagem se faz em vida

No dia 1º de fevereiro de 2020, o CAY (Clube Atlético Ypiranga) homenageou em vida o construtor Milton Bigucci. Conselheiro nato do clube, do qual é sócio há mais de 40 anos, Bigucci, que já foi vice-presidente e diretor de Obras também, recebeu o reconhecimento pelos diversos serviços prestados ao longo de sua vida. Dentre os feitos, está a construção de várias obras no clube, entre as quais o Edifício que abriga lanchonete, departamento médico, salão de snooker, berçário e sala para departamento de tênis, que passou a se chamar: Edifício Milton Bigucci.

O evento de homenagem, realizado na sede do CAY, à Rua Manifesto, 475, no Ipiranga/SP, foi prestigiado por dezenas de amigos, muitos familiares, diretores, conselheiros e ex-presidentes do clube, além de autoridades como o deputado estadual Cel. Nishikawa, o presidente da Associação dos Amigos da Polícia Militar, Marigildo Fabretti, o conselheiro do Tribunal de Contas de São Paulo, Domingos Dissei e o delegado titular do DEIC de São Bernardo, Paul Henry Verduraz.

“Estou honrado e orgulhoso. O CAY é meu clube amador do coração, onde jogo há ‘mil anos’. É a minha casa do futebol, onde tenho um grande grupo de amigos e só jogo com a Camisa 10”, disse Bigucci rindo. Muito feliz, ao lado da esposa, Sueli Pioli Bigucci, e da atual presidente do CAY, Vivian Chiado, o homenageado descerrou a placa do Edifício que passou a se chamar Milton Bigucci. “Quero fazer um agradecimento especial aos diretores e amigos que encabeçaram esta homenagem: Domingos Dissei, Antônio Pinto, Roberto Nappi, Odair Oberle, Marcos Oberle e Manuel Pereira, bem como ao presidente Lincoln e sua diretoria na gestão 2018/2019.”

Durante a cerimônia, Bigucci leu o texto: “Homenagem se faz em Vida”, publicado pela imprensa do ABC e que destaca o reconhecimento em vida a um outro Camisa 10: “Ninguém menos que Pelé, que aos 79 anos de idade, um pouco mais velho que eu (brincou Bigucci, que tem 78 anos) receberá um busto na cidade de Santo André, na Praça Tamoio, em frente à sede do Corinthians de Santo André, onde Pelé marcou seu primeiro gol da carreira. Um justo reconhecimento do prefeito andreense, Paulinho Serra”.

Bigucci também recebeu uma placa dos amigos do CAY, entregue por Domingos Dissei e uma camisa oficial do São Paulo F.C (time do coração do homenageado) autografada pelos jogadores profissionais, com o nº 10 de Daniel Alves. E para fechar a cerimônia com chave de ouro, Bigucci participou pelo Master do CAY do jogo amistoso de futebol contra o Master do São Paulo F.C, que acabou empatado em 1×1. Após a cerimônia e o jogo, foi oferecido um belo coquetel aos presentes.