Secretaria da Cultura inicia visitas do "Gabinete nos Bairros"

Zona norte recebeu os primeiros encontros da ação. Diálogo com público, artistas e entidades irá aprimorar políticas culturais

 

20/01/2017  15:45

De: Secretaria Especial de Comunicação

 

A Secretaria Municipal da Cultura iniciou nesta quinta-feira (19) as visitas do Gabinete nos Bairros, que irá promover encontros em equipamentos culturais dos bairros com o objetivo avaliar e aprimorar políticas públicas em todas as regiões da cidade. A primeira ação foi realizada na Zona Norte, com reuniões com público, artistas e entidades na Biblioteca Afonso Schmidt, na Casa de Cultura da Brasilândia e no Centro Cultural da Juventude.

O programa prevê que todas as semanas ao menos um espaço municipal de cultura seja visitado pelo secretário André Sturm (Cultura).  Nesta quinta-feira, a primeira parada foi a Biblioteca Afonso Schmidt, onde o secretário e sua equipe visitaram as instalações e conversaram com frequentadores e funcionários. Uma das principais demandas apontadas neste encontro foi por cursos de formação em diversas áreas. Também foi discutida a política de aquisição de novos livros, a exposição e a dinamização do acervo.

Em seguida, a visita chegou à Casa de Cultura da Brasilândia. Na área externa, foi identificado que as obras de grafite que decoram a praça estão desgastadas. O secretário apontou a possibilidade de renovar essas intervenções e de criar um festival de artesanato no local.

A programação do Gabinete no Bairro foi encerrada no Centro Cultural da Juventude (CCJ). Após reunião com os funcionários, o grupo visitou o estúdio de gravação e as salas para oficinas.  No início da tarde, o secretário Sturm participou de um bate-papo no espaço arena com mais de 80 pessoas, entre artistas, moradores da região e representantes de entidades culturais.

Sturm respondeu perguntas do público e explicou que estão em estudo possíveis parcerias com Organizações Sociais (OS) para a gestão das bibliotecas públicas e de alguns equipamentos, como o Centro Cultural São Paulo. “Qualquer mudança neste sentido será feita depois de muita discussão e esclarecimentos sobre como funciona este modelo e os benefícios que podem ser oferecidos a partir da adoção dele”, enfatizou.

O secretário também destacou que a principal marca de sua gestão será aprimorar e fortalecer o funcionamento de todos os equipamentos, em vez de construir novos espaços.