Grupos de apoio para prevenção do suicídio se espalham pelo país

 

Organizados pelo CVV, Grupos de Apoio aos Sobreviventes do Suicídio recebem familiares de suicidas e pessoas que atentaram contra a própria vida.

Apesar de poder ocorrer com qualquer pessoa, a ideia de tirar a própria vida é mais comum em pessoas que já tentaram suicídio ou em familiares de vítimas de suicídio. “Essas pessoas precisam de atenção especial, principalmente nos meses seguintes à morte ou à tentativa de suicídio”, comenta Ana Rosa Ramos Nunes, voluntária do CVV, entidade que atua na prevenção do suicídio há 54 anos em todo o país. Não há comprovações de tendência genética, mas sim a influência do sentimento de culpa e de um processo de luto cercado por tabus, revolta e discriminação.

Para complementar seu atendimento individual por telefone, e-mail, chat, Skype e pessoalmente, o CVV passou a coordenar grupos de apoio com reuniões presenciais. É o chamado CVV GASS – Grupo de Apoio aos Sobreviventes do Suicídio, realizado em modelo similar a outros grupos de apoio, como para alcoolismo, dependência química e luto. A essência do trabalho é que todos os participantes têm histórias afetadas pelo suicídio e, na troca de experiências e apoio mútuo entre esses ‘iguais’ buscam superar as dificuldades de ter um recomeço ou superar o drama vivido.

Ana Rosa explica que oficialmente ‘sobrevivente’ é o familiar ou pessoa muito próxima de um suicida, mas que o CVV GASS está aberto também aos que tentaram se matar. “Não se exige nada de quem busca o Grupo, a não ser que se enquadre no perfil e esteja disposto a ser ajudado”, explica. “Ninguém vai ser cobrado por isso ou por aquilo, mas acolhido de maneira compreensiva e sem críticas ou julgamentos”.

Já há 13 Grupos em funcionamento, tanto em postos de atendimento do CVV quanto em outros locais, pois o conceito é que possa ser implementado por outras organizações, como casas religiosas, universidades, secretarias de saúde, hospitais e ONGs. Nesses casos, a exigência é exclusivamente o cumprimento do modelo, como a existência de uma periodicidade nos encontros, a gratuidade e a supervisão de um psiquiatra ou psicólogo.

O CVV GASS já opera no Rio Grande do Sul (Porto Alegre e Novo Hamburgo), Paraná (Curitiba), São Paulo (capital e Sorocaba), Rio de Janeiro (capital), Mato Grosso (Cuiabá) e Brasília. Ainda neste ano Belém, Recife e Roraima devem ter novos Grupos.

Confira os endereços, horários e contatos dos Grupos de Apoio aos Sobreviventes de Suicídio (CVV GASS) disponíveis:

Porto Alegre/RS

Reunião nas primeiras quintas-feiras de cada mês

Horário: 15h às 17h

Local: Avenida José de Alencar, 414, Sala 205, Porto Alegre/RS

Novo Hamburgo/RS(2 Grupos)

1º Grupo

Reunião nas primeiras terças-feiras de cada mês

Horário: 19h30 às 21h30

Local: Avenida Nicolau Becker, 762, Sala 32, Novo Hamburgo/RS

2º Grupo

Reunião nas segundas terças-feiras de cada mês

Horário: 19h30 às 21h30

Local: Clinica Recomeçar (Grupo fechado para Pacientes), Novo Hamburgo/RS

 

Curitiba/PR- 2 Grupos

1º Grupo

Reunião nas primeiras terças-feiras de cada mês

Horário: 19h30 às 21h30

Local: Rua Carneiro Lobo, 35, Bairro Água Verde, Curitiba/PR

 

2º Grupo

Reunião nas terceiras quintas-feiras de cada mês

Horário: 15h às 16h30

Local: Rua Carneiro Lobo, 35, Bairro Água Verde, Curitiba/PR

 

São Paulo/SP(3 Grupos)

1º Grupo – CVV GASS ABOLIÇÂO

Reunião nas primeiras quartas-feiras de cada mês

Horário: 19h30 às 21h30

Local: Rua Abolição, 411, Bairro Bela Vista, São Paulo/SP

 

2º Grupo – CVV GASS PINHEIROS:

Reunião nos segundos sábados de cada mês

Horário: 14h30 às 16h30

Local: Rua Cristiano Viana, 972, Bairro Pinheiros, São Paulo/SP

 

3º Grupo – CVV GASS VILA CARRÃO:

Reunião nos quartos sábados de cada mês

Horário: 14h às 16h

Local: Rua Pinhalzinho, 389, Bairro Vila Carrão, São Paulo/SP

 

Sorocaba/SP

Reunião nas quartas quintas-feiras de cada mês

Horário: 19h às 21h

Local: Rua Dr. Nogueira Martins, 334, Centro, Sorocaba/SP

 

Rio de Janeiro/RJ

Reunião nas segundas segundas-feiras de cada mês

Horário: 18h30 às 20h30

Local: CAP2.2 Tijuca, Rua Conde de Bonfim, 764, Térreo, Tijuca, Rio de Janeiro/RJ

 

Cuiabá/MT- 2 Grupos

1º Grupo

Reunião quinzenal às terças-feiras

Horário: 19h30 às 21h30

Local: Rua Comandante Costa, 296, Centro, Cuiabá/MT

 

2º Grupo

Reunião quinzenal às sextas-feiras

Horário: 19h30 às 21h30

Local: Rua Comandante Costa, 296, Centro, Cuiabá/MT

 

Brasília/DF

Reunião nas quartas quintas-feiras de cada mês

Horário: 19h30 às 21h30

Local: Escola Parque 303/304 Norte, Brasília/DF

 

Para mais informações, basta dirigir-se diretamente à reunião ou enviar e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

 

 

Sobre o suicídio

Todos os dias pelo menos 32 brasileiros tiram a própria vida, resultado da falta de prevenção que poderia ter poupado pelo menos 28 dessas pessoas. São dados do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS) que causam espanto, mas retratam uma realidade de tabus e mitos. Em todo o mundo, estima-se que ocorra um suicídio a cada 40 segundos. Ao contrário do que muitos acreditam, quem pensa em se matar dá sinais e pede ajuda e esse tem sido o trabalho do CVV há mais de 50 anos.

 

Sobre o CVV

O CVV - Centro de Valorização da Vida, fundado em São Paulo em 1962, é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal em 1973. Presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Os mais de um milhão de atendimentos anuais são realizados por 2.250 voluntários em 18 estados mais o Distrito Federal, pelo telefone 141 (24 horas), pessoalmente (nos 76 postos de atendimento) ou pelo site www.cvv.org.br via chat, VoIP (Skype) e e-mail. Desde setembro de 2015 realiza o atendimento pelo telefone 188, primeiro número sem custo de ligação para prevenção do suicídio, nesse primeiro momento exclusivamente no estado do RS.

É associado ao Befrienders Worldwide (www.befrienders.org), entidade que congrega as instituições congêneres de todo o mundo, participou da força tarefa que elaborou a Política Nacional de Prevenção do Suicídio do Ministério da Saúde e é um dos mobilizadores do Setembro Amarelo (mês de prevenção do suicídio) no Brasil (setembroamarelo.org.br).

 

Mais informações:

cvv.org.br

facebook.com/cvv141

 

Você está aqui: Acontece Grupos de apoio para prevenção do suicídio se espalham pelo país